quarta-feira, 6 de junho de 2018

Esquerdistas estão desesperados pela falta de empolgação pelo futebol

As esquerdas estão perplexas diante da falta de empolgação em reação à copa que começa na semana que vem. Acostumados ao clima de histeria coletiva supostamente unânime que une pessoas de diversas e até opostas ideologias, forças progressistas estão estranhando o desânimo e tentam como cheerleaders de fim de campeonato a animar os poucos que ainda se dispõem a aderir a ilusão futebolística.

Os sites de esquerda, quase todos, estão lançando todos os meios para estimular o retorno da histeria futebolística. Apesar de compreenderem que não é uma época boa para se dedicar a copa, pois o país está arrasado com o golpe, acham que o Brasil não deve abrir mão daquilo que - supostamente - seria seu único "exito". 

Supostamente porque segundo o livro o Lado Sujo do Futebol, curiosamente escrito por esquerdistas, o bom êxito do Brasil em copas coincidiu com a poderosa influência de cartolas brasileiros na FIFA, que mexeram os pauzinhos para que os brasileiros poderem ter uma vitória senão fácil, mas garantida. Ou seja a crença de que somos os melhores no futebol é puro mito. Mito em que ainda insistimos em acreditar em prol de nosso prazer efêmero.

Todos se esquecem de que o futebol nunca passou de mera forma de lazer. Forçar a barra para que se torne um dever cívico nunca foi uma boa ideia e criou um preconceito contra os que não sentem prazer em se sentar diante de uma televisão vendo uma tela verde cheia de bonecos correndo pra lá e pra cá. 

Espero que as esquerdas se emende porque parece que a direita está se emendando. Se não é bom obrigar pessoas a deixar de gostar de futebol, é também ruim obrigar pessoas a gostar. Não é porque milhões urram por uma bolinha batendo na rede que vou urrar também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.