quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Novo técnico da seleção feminina deu palestra em meu curso

Soube ontem que a seleção feminina de futebol tem um novo técnico, Jorge Barcelos. Legal que tive a oportunidade de falar pessoalmente com esse cara, que deu, meses atrás, uma excelente palestra sobre liderança no auditório de meu curso de Técnico Administrativo no SENAC, em Niterói. Outras turmas também estiveram assistindo a palestra, promovida por um professor amigo dele que nos ensinou a disciplina de Organização de Empresas.

Barcelos usou sua experiência de treinador esportivo em várias categorias (ele ainda nunca treinou a principal categoria, conhecida como "a seleção", excessivamente idolatrada no Brasil) para mostrar como deve agir um líder ou um administrador. Ele preparou um ótimo slide de Powerpoint e como a maioria dos alunos gosta de futebol, eles entenderam direitinho as lições.

Após a palestra tivemos um lanche e todos foram tietar Barcelos. Até eu que não curto futebol aproveitei a oportunidade, já que Barcelos, pessoa humilde e bastante coerente e realista - ele não aprova o fanatismo, mesmo envolvido com o esporte - deu uma palestra impecável. Eu pessoalmente o parabenizei pela palestra, e recebi um agradecimento sincero e carinhoso de Barcelos, que é uma simpatia de pessoa.

Com larga experiência no exterior, ele aproveitou para contar para o pessoal do curso algumas curiosidades sobre o funcionamento de estádios nos EUA e Europa e realmente o poderio dos "cartolas" é impressionante também por lá. Mas isso não é assunto para agora. As curiosidades e as fotos que ele trouxe prenderam a nossa atenção.

Desejo boa sorte nesta nova fase de Barcelos e novamente agradeço a ele por ter nos proporcionado um dia muito agradável, que ajudou a quebrar a rotina do curso, além de facilitar bastante o entendimento da função de um líder em uma administração.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Com proximidade da Copa-2014, Fifa teme CPI da CBF

NOSSO COMENTÁRIO: Rapaz, se investigar o que está por trás da CBF vai vazar sujeira. Quem é esperto sabe que na CBF há muito mais corrupção do que em toda a política brasileira. Não é a toa que as regras sociais obrigam os brasileiros a gostarem de futebol, para garantir a mamata.

Patriotismo seria o povo brasileiro abandonar o futebol e procurar outro esporte mais honesto e modesto para poder se divertir com dignidade. Do jeito que está todos os torcedores do país acabaram sendo cúmplices das falcatruas de Ricardo Teixeira.

Painel FC: Com proximidade da Copa-2014, Fifa teme CPI da CBF

Equipe de Esportes - FOLHA DE SÃO PAULO - 19/03/2011 - 08h47

A notícia de que o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) faz força para abrir uma CPI para investigar a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) causou preocupação nos dirigentes da Fifa.

As informações que chegaram à entidade que dirige o futebol mundial, muitas delas colhidas na mídia, são consideradas escassas, mas seus dirigentes argumentam que tudo o que a Fifa não precisa é uma ação desse tipo às vésperas de uma Copa no país.

A informação é da coluna Painel FC, assinada por Bernardo Itri e Eduardo Ohata e publicada na edição deste sábado na Folha. A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL.

Em tom de brincadeira, cartolas da Fifa comentam que, por outro motivo, não poderia ter vindo em pior hora a tentativa de CPI. É que já ficou conhecida na entidade a máxima de que as coisas no Brasil só começam após o Carnaval.

A preocupação dos cartolas é que a eventual CPI não englobe só Ricardo Teixeira, mas também CBF e o COL (Comitê Organizador Local) --Teixeira é presidente das duas entidades. Avaliam que há pouco tempo para se fazer muita coisa. Não descartam a hipótese de enviarem mais de seus representantes ao país.

Na última quinta-feira, Anthony Garotinho publicou uma lista com o nome dos 104 parlamentares que assinaram o pedido de abertura da comissão. São necessárias 171 assinaturas.

O deputado quer uma CPI para investigar os lucros do COL da Copa-2014, além dos contratos da CBF com as tevês e uma suposta lavagem de dinheiro.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Ricardo Teixeira é acusado de negociar votos em eleição de países-sede da Copa

NOSSO COMENTÁRIO: Está aí um fato solenemente ignorado pelos patriotas de copa, que não conseguem ver vilania no esporte, que é classificado como a principal - senão a única - fonte de felicidade para o povo brasileiro, num sinal de extrema alienação e total desconhecimento dos fatos nebulosos e cruéis que estão por trás do fanatismo futebolístico brasileiro.

Patriotismo de verdade seria todos deixarem de gostar de futebol. Esse fanático culto ao futebol já está sendo nocivo para o país.

Ricardo Teixeira é acusado de negociar votos em eleição de países-sede da Copa

Redação Carta Capital - 11 de maio de 2011

David Triesman, ex-presidente da Associação Inglesa de Futebol, acusou integrantes do comitê executivo da Fifa, entre eles o chefe da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, de pedir favores em troca de votos para a candidatura da Inglaterra como sede da Copa do Mundo de 2018, informou a agência de notícias Reuters.

Ao depor na terça-feira, dia 10, para uma comissão do Parlamento britânico, Triesman afirmou que as eleições estavam viciadas desde o início. Segundo o ex-dirigente inglês, Teixeira lhe perguntou: “O que você pode fazer por mim?”, enquanto Jack Warner, de Trinidad e Tobago, pediu US$4 milhões para a construção de uma escola; o paraguaio Nicolás Leoz, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, pediu ser laureado como um sir; e o tailandês Worawi Makudi exigiu os direitos de televisão de um futuro amistoso entre Tailândia e Inglaterra.

Joseph Blatter, presidente da Fifa, tratou de desmerecer as acusações. “Fiquei chocado, mas ninguém viu as evidências”, afirmou durante uma coletiva de imprensa em Zurique. “Precisamos de tempo para digerir isso e começar a investigação pedindo que as evidências do que foi dito sejam entregues.”

Antecedentes
Não é a primeira vez que Teixeira é acusado de negociar votos. Um programa da BBC levado ao ar em novembro, a três dias da escolha das sedes da Copa de 2018 e 2022, acusou os três executivos da Fifa, inclusive Ricardo Teixeira, de terem aceitado subornos para favorecer candidaturas de países-sede.
http://www.blogger.com/img/blank.gif
De acordo com o programa “Panorama”, Teixeira também recebeu suborno da ISL, que comandava o marketing do futebol mundial e faliu em 2001. O brasileiro teria recebido propina para votar a favor do contrato com a empresa, acusou a BBC.

Teixeira nega as acusações, mas suspeitas semelhantes já haviam sido levantadas num livro de autoria do apresentador do programa, o repórter investigativo britânico Andrew Jennings. Clique aqui para ler entrevista publicada na edição 602 de CartaCapital, em junho de 2010, na qual Jennings fala dos escândalos da Fifa e a participação de Ricardo Teixeira.

Leia também:
O mundo descobre Ricardo Teixeira
A britânica BBC vincula o presidente da CBF à milionária rede de corrupção

“Fifa corrompe os países que recebem a Copa”, acusa repórter da BBC
Jennings diz que os brasileiros estão sendo mais críticos do que os sul-africanos

Fair-play, só no slogan
A nebulosa ascensão do poderoso secretário geral Jérôme Valcke, que causou prejuízo milionário à Fifa e está cotado para suceder Blatter, de quem sabe muito

Jornal suíço destaca Ricardo Teixeira em nova suspeita de corrupção na Fifa
Segundo o periódico Tages-Anzeiger, Teixeira teria recebido até R$9,5 milhões de empresa envolvida em esquema de pagamento de propinas para contratos de direitos televisivos

Quem vai impor limites?
Os interesses da Fifa e de Ricardo Teixeira não são necessariamente os mesmos do País

Via Carta Capital

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Dinheiro público pagará quase toda a copa de 2014

NOSSO COMENTÁRIO: É população idiota. Sorriam, fiquem felizes, pois a copa de 2014, o espetáculo da especulação financeira em nosso país, será financiada por vocês mesmos. Se não bastasse o cancelamento do investimento em setores mais urgentes, os gastos bola-de-neve que serão direcionados para a grande festinha de 2014 serão por conta mesmo dos impostos pagos pela população. Haja dinheiro!

Sorriam, torcedores da "seleção": a conta da festa ficará para vocês mesmos!

Copa de 2014 terá 98,5% de dinheiro público

SÉRGIO RANGEL - DO RIO - Folha de São Paulo

A Copa do Mundo da iniciativa privada ruiu. Um estudo do TCU (Tribunal de Contas da União) mostra que sairão dos cofres públicos 98,56% dos R$ 23 bilhões orçados para as obras de 2014.

Isso menos de dois anos após o presidente do COL (Comitê Organizador Local), Ricardo Teixeira, declarar que a maioria dos gastos do próximo Mundial seria bancada com dinheiro privado.

A maior parte das verbas virá dos bancos governamentais (Caixa Econômica Federal e BNDES) e da Infraero, estatal que administra os aeroportos do país. Juntas, as três empresas públicas investirão cerca de R$ 16,5 bilhões até a abertura da Copa.

Responsável por financiar as obras de mobilidade urbana nas 12 cidades-sedes, a Caixa irá repassar R$ 6,6 bilhões para os governos estaduais e municipais.

Já o BNDES investirá R$ 4,8 bilhões –R$ 1,2 bilhão em mobilidade urbana e R$ 3,6 bilhões para as arenas.

Segundo o estudo do TCU, a Infraero gastará cerca de R$ 5,1 bilhões para a reforma e a ampliação dos aeroportos.

O órgão federal não computou na conta os bilhões que os governos vão destinar para organizar o esquema de segurança do Mundial.

No trabalho realizado pelo TCU, a iniciativa privada aparece investindo apenas R$ 336 milhões, ou 1,44% dos R$ 23 bilhões do torneio. A verba não sairá de nenhuma empresa e virá dos cofres dos clubes que vão reformar ou construir estádios.

Internacional e Atlético-PR já confirmaram que vão investir nos seus estádios para o Mundial. Segundo o órgão, os paranaenses vão gastar R$ 113 milhões na Arena da Baixada. Já os gaúchos destinarão R$ 133 milhões para reformar o Beira-Rio.

Em São Paulo, o Corinthians pretende construir uma arena em Itaquera.

O clube do Parque São Jorge ainda tenta viabilizar o novo estádio. Na conta do TCU, o Corinthians investirá R$ 90 milhões. A intenção da Fifa é realizar a abertura da Copa na arena de Itaquera.

A verba privada no Mundial é menos de 10% do que o BNDES vai usar para financiar os projetos das arenas.

Em 2007, quando o país ganhou o direito de abrigar a Copa pela segunda vez, a CBF, responsável pela candidatura brasileira na Fifa, estimou que o país gastaria pouco menos de R$ 2 bilhões com estádios. A conta atual já superou os R$ 5 bilhões.

A projeção de investimento dos brasileiros supera a cifra gasta pelos sul-africanos no Mundial-10. A África do Sul pagou R$ 3,9 bilhões para erguer dez estádios, dois a menos do que no Brasil.

Alguns dos projetos da África do Sul são arquitetonicamente mais ousados do que os brasileiros, como o do Soccer City, em Johannesburgo, além das arenas da Cidade do Cabo e de Durban.

domingo, 29 de maio de 2011

Documentário denuncia Ricardo Teixeira por corrupção

NOSSO COMENTÁRIO: Tem muita gente ingênua que deve estar pensando que quem administra o futebol brasileiro são três pinguços de um bar de uma favela, tanta é a ingenuidade de achar que o futebol é a identidade de nosso povo. Balela! Futebol é espetáculo e é política também. E os políticos do futebol são os "cartolas", que são tão - ou mais - corruptos dos engravatados que sobem e descem as rampas de Brasília.

Temos que parar de ingenuidade e admitir que patriotismo mesmo é deixar de curtir futebol. Assim, não alimentamos os interesses dos "cartolas".

Ah! O Ricardo Teixeira foi o verdadeiro responsável pela entrada e pela - fraudulenta - conquista da "seleção" na copa de 2002. O Penta foi roubado, adquirido com o famoso "jeitinho brasileiro".

Documentário denuncia Ricardo Teixeira por corrupção

Gazeta Press e R7 - publicado em 26/05/2011 às 14h23

O cartola brasileiro está na mira da imprensa internacional por acusações

O homem mais poderoso do futebol brasileiro continua sob a mira da imprensa internacional. Ricardo Teixeira, presidente da CBF, agora é tema de um documentário da BBC de Londres, que afirma que o cartola teria recebido propina e feito um acordo para devolver o dinheiro recebido. Um corajoso jornalista da rede agora investiga todo o "jogo sujo" do futebol mundial.

Esta semana, a Fifa impediu a divulgação de um documento que revela a identidade de dois dirigentes da entidade que foram forçados a devolver dinheiro de propinas em um acordo para encerrar uma investigação criminal na Suíça, em 2010.

A reportagem do programa de televisão Panorama, da emissora inglesa, apurou que um dos dois dirigentes é o presidente da CBF, Ricardo Teixeira - que integra também o Comitê Executivo da Fifa.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, que tentará ser reeleito para o cargo no próximo dia 1º de junho, declarou recentemente a adoção de uma política de "tolerância zero" para casos de corrupção.

Tanto Ricardo Teixeira como João Havelange se recusaram a responder às perguntas feitas pela BBC. A Fifa também se recusou a comentar alegações específicas e se limitou a reafirmar que, em relação ao acordo com a promotoria suíça, o caso está encerrado.

Dias antes, Teixeira anunciou que processaria o ex-presidente da Federação Inglesa de Futebol David Triesman - o primeiro a acusá-lo publicamente de pedir propina para votar na Inglaterra como sede da Copa de 2018.

A reportagem completa sobre o caso você assiste no Domingo Espetacular, que vai ao ar neste domingo (29), às 20h30.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Dívida bancária dos clubes salta para R$ 463 mi e sobe 49%

NOSSO COMENTÁRIO: Essa é para quem acredita que não existe dinheiro no futebol, que os jogadores são "heróis" que "lutam" por "amor ao país" e que os times são administrados por um trio de adolescentes punheteiros que vivem trancados em um quarto, que por "patriotismo", decidiram fundar uma equipe de futebol.

Não acredito que tenha gente que ainda acredite nisso...

Tudo de nojento que existe na política, existe no futebol, multiplicado. Sabiam?

Dívida bancária dos clubes salta para R$ 463 mi e sobe 49%

RODRIGO MATTOS - FOLHA DE SÃO PAULO

Apesar do aumento de receita, os clubes da Série A tiveram de recorrer de forma mais intensa aos bancos em 2010 para fechar suas contas.

Presente na maioria dos clubes, BMG já é maior credor bancário.

No total, a dívida bancária de 17 times da elite nacional, cujos balanços foram analisados pela Folha, saltou para R$ 463,7 milhões.

Isso representa um aumento de 49% em relação aos R$ 311,9 milhões registrados ao final de 2009 pelas mesmas entidades, sem contar a inflação (5,91%, IPCA).

Esses números mostram o peso do BMG junto aos clubes. Só o banco mineiro representa mais de um quarto do total dos empréstimos bancários contraídos pelos times da primeira divisão.

Entre eles, é o Palmeiras o clube com maior débito com os bancos entre os clubes analisados, total de R$ 74,3 milhões em suas contas.

É seguido de perto pelo São Paulo, que soma R$ 70 milhões com dívidas dessa natureza em seu balanço.

"Não é para se preocupar. Subiu em torno de 27% os empréstimos bancários. Tivemos crescimento de receita. Isso não pesa", disse Oswaldo Vieira de Abreu, diretor de finanças do São Paulo.

De fato, os são-paulinos estão longe de serem os maiores devedores em valores absolutos, como mostra um levantamento da consultoria BDO RCS, que tem entre seus sócios o dirigente corintiano Raul Corrêa da Silva.

A auditoria fez um levantamento sobre os balanços de 25 times brasileiros. Em cima desses números, a reportagem verificou que os 17 clubes da Série A têm um débito líquido (dívida total menos o dinheiro a que tem direito a receber) de R$ 3,2 bilhões.

Ou seja, a dívida bancária representa 14,7% do total. Ressalte-se que esses empréstimos costumam ter juros maiores, que podem até ultrapassar os 2% ao mês.
Mas o maior peso no passivo dos clubes continuam a ser as dívidas fiscais.

São as pendências com o governo que levam o Atlético-MG a figurar como o maior devedor do país, com R$ 528 milhões líquidos. A diretoria questiona: diz que o número é R$ 265 milhões menor.

O clube mineiro é seguido pelos clubes cariocas --Botafogo, Fluminense, Vasco e Flamengo.

Em todos são considerados os débitos líquidos. Ao se levar em conta valores absolutos, sem descontar o dinheiro a receber, os números sobem bastante.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Computador em manutenção

O computador que eu uso para escrever as postagens entrará em manutenção por causa de diversos problemas e estou sem tempo e sem dinheiro para usar lan houses diariamente. Por isso, sou obrigado a dar uma parada de umas duas semanas até que tudo se resolva. Obrigado pela paciência e desculpem o incômodo.